PROJECTO PALAVRAS CRUZADAS

 

PROJECTO PALAVRAS CRUZADAS

 

 

Um projecto de programação em rede desenvolvido em parceria pelos Municípios de Vila Real, Sabrosa e Bragança e a Fundação da Casa de Mateus.

Palavras Cruzadas, iniciativa dos Municípios de Vila Real, Sabrosa e Bragança e da Fundação da Casa de Mateus, propõe um programa artístico intenso, sempre em diálogo com o património da Região, a desdobrar-se entre Maio e Dezembro de 2021. Com produção dos Teatros Municipais das duas cidades, em parceria com o Espaço Miguel Torga e a Fundação da Casa de Mateus, o programa cruza a poesia e a palavra literária com outras disciplinas artísticas — a música, o teatro e a dança — numa digressão por locais, autores e temas do património material e imaterial da região e do mundo.

Entre os espectáculos propostos pelo programa Palavras Cruzadas, encontraremos criações originais e adaptações em modo site specific de espectáculos pré-existentes. Poderemos ouvir textos originais e ecos de autores como Camilo, Torga, Aires Torres, A. M. Pires Cabral, António Cabral, Rui Pires Cabral ou Alvaro García de Zúñiga. Teremos o prazer de assistir a criações de artistas e estruturas como a Lisbon Poetry Orchestra (com a participação de orquestras locais), André Gago com o Oniros Ensemble, Ana Deus e Alexandre Soares, Jorge Louraço (com Nuno Trocado e Catarina Lacerda), João Garcia Miguel (com Sara Ribeiro), Rui Spranger e Mariana Amorim (Esquiva Companhia de Dança), Adolfo Luxúria Canibal, Rui Oliveira, Sofia Saldanha, Ismael Calliano e as companhias Dançando com a Diferença e blablaLab, em co-produção com o Teatro da Rainha.

As comunidades locais serão protagonistas, não apenas enquanto sujeitos das pesquisas e residências artísticas a desenvolver, mas também através do envolvimento direto em criações como “O Baile”, de Aldara Bizarro, e numa nova digressão do espetáculo em espaço público “Banda à Varanda”.

Palavras Cruzadas junta municípios e agentes culturais da região num trabalho em rede que contribui para a sua afirmação como lugar de criatividade e relação com as artes. Os espectáculos serão, na sua maioria, apresentados em itinerância pelos três concelhos envolvidos e tomarão sobretudo espaços exteriores associados a museus, monumentos ou edifícios de interesse histórico, numa espécie de diálogo cosmopolita entre património e criação contemporânea. Palavras Cruzadas é um dos modos de ser deste território.

Este programa é constituído por oito criações originais em estreia e nove adaptações em modo site specific, num total de 37 representações em 17 locais.

Os espectáculos ocorrerão em espaços como Jardim da Carreira, Jardim do Conservatório, Adro da Sé, Vila Velha e Largo da Capela Nova (Vila Real), Praceta Adriano Moreira, Jardim do Centro de Arte Contemporânea, Praça Camões, Corredor do Fervença (Bragança), Capela N. Sr.ª Azinheira, Largo da Praça de Provesende, Largo da Praça de Sabrosa e Espaço Miguel Torga (Sabrosa), além dos Teatros Municipais e vários locais da Casa de Mateus.

O primeiros espectáculos ocorrem a 29 de Maio no Espaço Miguel Torga e a 2 de Junho no Teatro de Vila Real (Histórias, Poemas e Canções – La Lys War Songs), 9 de Junho em Bragança (Adolfo Luxúria Canibal com Marta Abreu) e 19 de Junho na Casa de Mateus (O Baile, espectáculo com a comunidade dirigido por Aldara Bizarro).

 

palavras cruzadas cartaz